“O Brasil precisa atrair mão de obra estrangeira”, diz Ministro Marcelo Cortes Neri.

Imigraçao marcelo neri

O ministro chefe da Secretaria de Assuntos Estratégicos do Brasil, Marcelo Cortes Neri.

  • Em evento da Eurocâmaras, ministro chefe da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência fala sobre a ampliação da mão de obra estrangeira no país 

ALMUDENA ORTEGA, 12 DE JUNHO 2013

Atualmente presidida pela Câmara Espanhola de Comércio, a Eurocâmaras celebrou nesta quarta-feira, dia 12 de junho, o evento “Política migratória, produção e desenvolvimento”, na FIESP.  Contando com a participação do ministro chefe da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência (SAE), Marcelo Cortes Neri, o encontro abordou a recente ampliação de mão de obra estrangeira no país e as medidas adotadas pelo governo brasileiro para aumentar a competitividade.

Como anfitriões do evento, o presidente da Eurocâmaras, Antonio Carlos Valente, e o diretor de relações internacionais da FIESP, Thomaz Zanotto, partilharam interesses comuns face às novas mudanças na política migratória do Brasil. “O Brasil está se tornando cada vez mais atrativo para os estrangeiros, especialmente por conta dos eventos esportivos que o país vai sediar, pela situação favorável da economia e, infelizmente, também pela crise na Europa”, destacou Valente.

Para o ministro, a questão da imigração é “de grande relevância”, já que o país sofre de uma “grave crise de competitividade, especialmente por haver um apagão de mão de obra que prejudica a atividade empresarial”, ressaltou Cortes Neri. O ministro lembrou também que “o país apresenta uma grande falta de engenheiros em áreas como petróleo e gás, mas também há escassez de médicos em algumas regiões”.

Imigração como atalho

Durante o evento, Cortes Neri disse que “a educação e o treinamento da mão de obra local continuam sendo prioridades, porém, são processos demorados”. Por isso, o ministro fez questão de ressaltar que “a imigração é um atalho” que serviria como paliativo ante tais problemas.

O ministro afirmou ainda que o Brasil é um país “muito fechado”, que precisa de uma mudança de mentalidade e não deve olhar para os estrangeiros como ameaça. “Não se trata de roubar o trabalho de ninguém, mas sim de contribuir com conhecimento e uma visão mais ampla, que beneficiará o nosso país”.

Atração de talentos

Grande parte das empresas reclama que a obtenção de vistos é complicada e demorada, o que acaba afetando a produtividade de muitas delas. Por tal motivo, o Governo Brasileiro fez recentes mudanças na legislação para tornar mais rápida a obtenção de vistos a trabalhadores estrangeiros qualificados.

Mas o desafio não é somente a burocracia: segundo a SAE, o país deve se tornar mais atrativo para os estrangeiros, e é por isso que a Secretaria sugere uma campanha ativa para “vender” o país no exterior.

Segundo Cortes Neri, embora exista um crescente interesse pelo país, sobretudo por parte de imigrantes da Europa, “a verdade é que o Brasil ainda precisa melhorar muito a sua atratividade”, disse o ministro. “Uma taxa de cambio valorizada e um mercado de trabalho perto do pleno emprego são fatores que contribuem com essa atratividade”, concluiu.

Na segunda parte do evento, o Secretário de Assuntos Estratégicos da Presidência, Ricardo Paes, apresentou as recentes mudanças na política migratória do país. Por sua vez, o ministro Cortes Neri apresentou algumas propostas da SAE, como elencado abaixo:

Propostas da SAE

  • Ampliação do visto de negócios: que seja possível entrar no Brasil para prospectar mercados e procurar trabalho sem a necessidade de sair do país para solicitar o visto.
  • Abolição da pré-aprovação pelo Ministério de Trabalho para cada contrato, o que agilizaria os processos.
  • Estudantes de pós graduação: a SAE recomenda que possam transformar seu visto de estudante em visto de trabalho para poder atuar no mercado brasileiro.
  • Criação de uma “Secretaria de Imigração” para a implementação e controle das medidas necessárias.
  • Mobilidade ocupacional: autorização para mudar de empresa sem ter que sair do país e reiniciar o processo de solicitação de visto.

Mudanças recentes nos últimos 6 meses

  • Autorização de trabalho para o cônjuge. Até agora, o cônjuge do estrangeiro poderia morar no Brasil, porém, sem trabalhar.
  • Visto técnico de 3 meses: autorização temporária de trabalho que não requer pré-aprovação pelo Ministério do Trabalho.
  • Possibilidade de mudar de local de trabalho e cargo dentro de uma mesma empresa.

Alguns números

  • Segundo o ministro, o Brasil é “muito fechado”, com somente 0,3% de população imigrante, bem abaixo da média mundial (3%) e muito abaixo de países como Canadá, que supera 20% da população.
  • Mais de 70.000 vistos foram concedidos no último ano, porém, esse número é muito pequeno”, diz o ministro, “e somente 4% deles eram vistos permanentes”.
  • O ministro apresentou dados que mostram que, num ranking de 60 países, o Brasil fica na 57ª posição em disponibilidade de trabalhadores qualificados e que, no índice global de talentos, figura no 25º lugar de uma lista de 30 países. (IDM – Fonte: World Competitive Yearboook).
  • Embora o número de estrangeiros que obtiveram vistos tenha diminuído desde 2011, só no primeiro trimestre de 2013 mais de 15.000 estrangeiros conseguiram um visto, dos quais cerca de 14.300 de forma temporária. A maioria destes estrangeiros são administradores, executivos e investidores (Fonte: Ministério do Trabalho e Emprego). (Consulte a tabela completa)
  • Os EUA são líderes entre os países que enviam estrangeiros ao Brasil (considerando as autorizações concedidas pelo país), seguidos pelo Reino Unido, Filipinas, Alemanha, Portugal, Espanha, Itália, França e China.(Consulte a tabela completa).

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s